sexta-feira, 12 de abril de 2013

A pele perfeita e as imperfeições ...

Bom dia a todos,

O post de hoje é mais um devaneio da Anita do que uma dica ou um truque, aviso que é um texto longo, mas é uma posição muito pessoal que gostaria que lessem.

Sem dúvida que muitas de vós, como eu, pesquisou por formas de como ter ou como fazer uma pele perfeita, ou encontrar aquela base que ocultasse as imperfeições de tal forma que a pele ficaria perfeita como um toque de Photoshop. Basicamente a pele perfeita é o sonho de muitas mulheres, algumas têm de facto uma pele em excelente estado, outras nem tanto mas um toque de maquilhagem torna a pele mais bonita e uniforme, e depois há quem tenha de viver com as imperfeições a menos que queira andar com uma máscara de base na cara, e depois há mesmo quem gosta e usar a mascara de base na cara. Quem é que já se reviu nestas situações?
imagem retirada de http://www.baratocoletivo.com.br/
Bem, eu poderia começar por dizer que a pele perfeita não existe, mas é mentira, há pessoas que têm uma pele muito bonita e em óptimo estado, e eu até conheço algumas. Mas na verdade o que é para vocês uma pele perfeita? Qual o significado disso? A publicidade das marcas está muito agressiva, quantos produtos vemos que prometem aquele milagre de pele perfeita? E o que vemos nas revistas é muito enganador, pode levar um excelente trabalho de Photoshop em cima, depois há técnicas de luz e difusão da luz que o fotografo usa para que as imperfeições fiquem mais imperceptíveis, e há claro o maquilhador, o artista que com paciência uniformiza e disfarça. Mas no dia-a-dia não temos o maquilhador em casa, e na rua não há sombrinhas ou caixas de luz para suavizar os traços.

imagem retirada de http://www.lorealparisusa.com
Para mim, o conceito de pele perfeita é relativo. Começa na alimentação, ter uma alimentação saudável vai reflectir-se no nosso corpo, conhecer as nossas intolerâncias e alergias ajuda. Depois temos os cuidados de rosto, ter uma rotina de pele cuidada mas acima de tudo adequada. Vamos ser honestas, todas nós temos textura na pele, ausência de textura é só Photoshop, nunca vamos encontrar um produto que nos remova a textura a pele, isso é o que eu, ironicamente, chamaria de betume e fica feio esse tipo de aplicação. A Lisa Eldridge tem um conjunto de vídeos muito bons sobre maquilhagem da pele, aplicação da base e corrector mas o que eu mais gosto desses vídeos é a honestidade dela.

imagem retirada de http://www.lorealparisusa.com
Nós podemos usar uma base para uniformizar a pele, corrector para esconder algumas imperfeições, mas acima de tudo, para mim, as técnicas que deviamos usar são: aprender a trabalhar com o estado da nossa pele sem exagerar; ter uma alimentação mais saudável mas acima de tudo evitar alimentos a que somos intolerantes; tem uma rotina de pele adequada a nós e claro aprender a aceitar o que temos e o que somos.

Eu assumo as minhas imperfeições, menos as rugas essas ;-) ficam para uma outra conversa, mas hoje apoio a moderação, escolher bons produtos que trabalhem bem em conjunto e que ajudam a melhorar, mas não gosto de usar nada em exagero, prefiro sempre estar mais natural nem que isso signifique mostrar ao mundo as minhas imperfeições.

Qual é a vossa posição? Partilhem aqui a vossa história e conselhos, eu gostaria de conhecer.

12 comentários:

  1. Tem-me feito alguma impressão todo este esquema anti-manchas. Há umas semanas vi qualquer coisa como "Uma mancha a menos é uma felicidade". Eu percebo que quem tem problemas de cloasma e afins tem manchas que pode considerar inestéticas, mas irrito-me profundamente com quem continua a apregoar que as sardas são para desaparecer. Ainda me lembro da primeira vez que fui a uma maquilhadora e ela diz-me "vamos usar uma base forte para tapar essas sardas". Eu tinha 17 anos. Ainda hoje não percebo a) por que é que ela não me perguntou se eu gostava das sardas, b) por que é que achou que usar uma base forte numa miúda de 17 anos era boa ideia e c) por que é que me deu mais uma coisa com a qual eu podia ter complexos?
    Aquele artigo da BBB há uns dias sobre a Veet é que tem uns pontos muito interessantes... parece que anda tudo a trabalhar para ter a certeza que não estamos contentes connosco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É como um colega meu diz, as marcas hoje focam-se em criar as necessidades. A mim não custa só trabalharem para que andemos insatisfeitas, é a publicidade enganosa e agressiva com que somos confrontas, é um embuste falarem de perfeição.
      beijinhos :)

      Eliminar
    2. Credo, ela disse-te isso? Bolas, que mau! Embora haja gente que não goste de sardas, para mim até é uma coisa a valorizar e que fica bonito! Eu tenho algumas sardas, das quais me esqueci durante o meu período de adolescência devido aos pontos negros, mas agora que já não tenho (tanto) esse problema e me lembrei que as tenho, é uma coisa que valorizo e gosto de ver na minha cara! Como é que uma maquilhadora, cujo trabalho é valorizar o que há de mais bonito numa face, pode dizer uma coisa dessas? Estou chocada O.o
      Beijinho

      Eliminar
    3. Eu tb acho sardas amorosas, e não são imperfeições são características do rosto da pessoa. Enfim.

      Eliminar
    4. Sinceramente acho horrível. Por acaso a mim não me afectou, que sempre gostei de ter sardas porque achava que era uma coisa que me ligava à minha mãe (somos relativamente pouco parecidas). Mas imagina que isso me tinha afectado a ponto de começar a achar que tinha de as tapar todos os dias porque eram feias... e quem fala da minha situação, fala de outras tantas pessoas que ela deve ter atendido durante a vida a quem disse o mesmo. Por acaso eu tive sorte, mas é possível que exista quem não tivesse orgulho nas sardas e tenha criado trauma para a vida.

      Eliminar
  2. Minha querida, apoio cada uma das tuas palavras. Infelizmente os media têm vindo a criar uma imagem totalmente irrealista do que se esperar na vida, em todos os aspectos, desde a pele, peso até à nossa vida profissional, e o pior é que quem não tem noção de que os standards que nos atribuem são extremamente elevados, a verdade é que essas pessoas acabam por nunca se sentirem realizadas...enfim, esta conversa dá "pano para manga". Deixo um pequeno testemunho pessoal, devido a ser muito sensível à luz, criei pequenas rugas nos olhos, até aqui normal, como é natural pesquisei na net cremes de olhos para tentar prevenir que mais apareçessem, foi aí que fiquei a saber que a grande diferença nestes cremes é que não têm spf, ou seja, pagamos mais por um creme de olhos do que por um de rosto, pagamos por muito menos quantidade, e ainda nos levam a crer que vamos melhorar quando acontece o oposto, não protegemos esta área tão delicada devido à falta de spf. Dá o que pensar!!!
    Beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. dá mesmo, na realidade somos nós que temos as necessidades ou são criadas por nós? Não é?
      Bjs, Ana

      Eliminar
  3. Entendo e concordo com tudo o que disseste... sou altamente apologista de deixar a pele leve e fresca assumindo alguns dos seus defeitos. Acho pele de base uma coisa feia, pesada, horrível.
    Não sei se já reparaste que tendo os olhos ou os lábios mais marcantes, ou o rosto bonito no geral ninguém vai estar a reparar numa borbulha, numa mancha, numa ruga. A maquilhagem é um todo que depende dos produtos e das características da própria pessoa. Serve para realçar e não para mascarar até porque não há forma de o fazer. Não se consegue fazer desaparecer poros dilatados, borbulhas...
    Lamento contrariar-te num aspecto, há peles perfeitas e há pele sem textura mas é coisa rara e que desaparece depois dos 25 anos ;) eu vivo bem com a minha também!
    **

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão, eu concordo com o teu ponto de vista e tens razão em relação à textura da pele e eu até conheço uma pessoa assim tem um pele muito fina e lisinha, e claro está tem menos de 25 anos.
      Bjs, Ana

      Eliminar
  4. Parabéns pelo post Anita, excelente!
    Eu sinceramente tenho fases... Há dias em que não me importo tanto, penso que toda agente tem imperfeições e que até não me devia queixar. Noutros fico tão frustrada.. arhhhhh!
    Mas pronto, na sua essência tens TODA a razão! *

    Beijinhos
    http://re-makemeup.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Creative Commons License
Blog True Undertone by Anita Pequena is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.
Permissions beyond the scope of this license may be available at the About Section.